Álcool reduz qualidade de sono e aumenta risco de depressão

O efeito do álcool é mais acentuado nos jovens, além de afetar em níveis semelhantes homens e mulheres, pessoas fisicamente ativas ou sedentárias.
Com base na análise dos dados recolhidos durante o sono, dos 4.098 participantes (homens e mulheres) com idades entre 18 e 65 anos, os pesquisadores descobriram que mesmo o consumo de álcool considerado baixo (um copo, pelos padrões internacionais) é capaz de interferir no sono e afetar a recuperação fisiológica em 9,3%. Já o consumo moderado diminuiu a qualidade do sono em 24%, e o alto consumo de álcool em até 39,2%.

Para chegar a essa conclusão, a equipe acompanhou as três primeiras horas de sono dos participantes, em duas noites distintas. Uma na qual ingeriram álcool, e a outra em que não houve consumo. Os dados também revelaram que as consequências do consumo da bebida para o sono afetam homens e mulheres da mesma maneira nos três tipos de consumo.

Além disso, praticar atividades físicas ou ser sedentário não minimiza ou aumenta os efeitos do álcool. Ser jovem também não mudou os resultados. Pelo contrário, pareceu interferir ainda mais do que em pessoas mais velhas.

O álcool faz com que as pessoas gastem menos tempo em sono profundo

Pesquisas realizadas anteriormente já haviam sugerido que a bebida faz com que as pessoas gastem menos tempo em sono profundo (capaz de propiciar descanso real); e mais tempo no estágio de movimento rápido dos olhos. Quando os sonhos ocorrem e há mais agitação. Isso acontece porque afeta o sistema nervoso autônomo, que compreende o sistema nervoso simpático; responsável por controlar a resposta de luta ou fuga. E o sistema nervoso parassimpático; que cuida do estado de descanso e digestão.

Segundo pesquisa divulgada em janeiro, dormir menos de oito horas por noite pode causar ansiedade e depressão. Isso ocorre porque os insones são menos capazes de superar os pensamentos negativos do que pessoas que têm noites de sono regulares.

Segundo o mesmo trabalho, a incapacidade de cochilar também reduz a eficiência das pessoas em se desvencilhar de emoções negativas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com