Buracos e bueiros na pista do BRT aumentam tempo de viagem em 40%

Buracos, remendos, e bueiros sem tampa são alguns obstáculos enfrentados diariamente por motoristas de BRT ao longo dos 39 km do corredor Transcarioca.

Por causa das falhas na pavimentação, condutores afirmam serem forçados a fazer desvios na pista ou reduzir a velocidade. Assim, o tempo médio de deslocamento entre bairros no Transcarioca já aumentou em 40%, segundo o consórcio BRT.

Inaugurado em junho de 2012, o corredor Transoeste, primeiro a operar, enfrenta problemas na pavimentação desde o início. Grande parte de sua extensão foi coberta por asfalto. O calor do sol, somado ao peso dos veículos, fez com que o asfalto se deformasse em diversos pontos.

A Secretaria Municipal de Conservação e Meio Ambiente informou que iniciou as ações de tapa buraco no corredor Transcarioca no dia 22. “Por conta das chuvas, a aderência da massa asfáltica tem baixa durabilidade, contudo o serviço foi feito mesmo assim por a secretaria entender que o reparo era urgente”.

Sobre o uso de asfalto, a pasta disse que a escolha foi por necessidade de rapidez. E sobre a placa metálica, alegou que o bueiro pertence à concessionária BRT, que fará a reposição da tampa. A secretaria prometeu vistoriar e reparar os pontos citados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com