Campanha de vacinação contra sarampo e pólio é prorrogada

Nesta última segunda-feira (03), o Ministerio da Saúde prorrogou até 14 de setembro, a campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite.

A medida se deve ao fato de somente sete estados terem atingido a meta de vacinar ao menos 95% do público-alvo, que são crianças de 1 até 4 anos de idade.

No último dia 30, o estado do Rio já havia anunciado que prorrogaria a campanha. Antes, estava prevista para ser encerrada na última sexta-feira (31). O Rio continua com o menor índice de vacinação. Assim, seguido por Roraima, Pará, Piauí, Distrito Federal, Acre, Bahia e Rio Grande do Sul.

Assim, até esta segunda-feira (3), mais de 1,3 milhão de crianças em todo o país não receberam essas vacinas. Dessa forma, segundo informado no sistema, somente Amapá, Santa Catarina, Pernambuco, Rondônia, Espírito Santo, Sergipe e Maranhão atingiram a meta de vacinação do Ministério da Saúde.

Estados e municípios devem estar atentos a campanha de vacinação

Dados preliminares indicam que a média nacional de vacinação está em 88%. Assim, doze estados ainda estão abaixo dessa média nacional.

A recomendação é que estados e municípios façam busca ativa para garantir que o público-alvo da campanha seja vacinado. A campanha deste ano é indiscriminada, isto é, todas as crianças entre 1 e 4 anos devem se vacinar, independentemente da situação vacinal.

“Estamos dando mais uma oportunidade para que essas crianças sejam vacinadas contra a pólio e o sarampo. Vinte estados ainda não atingiram a meta da campanha. É preciso que os gestores de saúde, bem como pais e responsáveis, se conscientizem da importância da vacinação contra essas doenças. Para estarmos protegidos contra a pólio e sarampo é preciso atingir a meta de 95% nacionalmente”. Destaca o ministro da Saúde, Gilberto Occhi.

Deixe uma resposta