Cidadania

Cédula de R$ 200 será lançada ainda em agosto

Nariene da Silva Xavier
Escrito por Nariene da Silva Xavier em 6 de agosto de 2020
Cédula de R$ 200 será  lançada ainda em agosto

Banco Central informou no último dia 29 que o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou o lançamento da cédula de R$ 200, que terá como personagem o lobo-guará. Ainda de acordo com a instituição a nova cédula deverá entrar em circulação no final de agosto, e a previsão é que sejam impressas 450 milhões de cédulas de R$ 200 em 2020.

A diretora de Administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros, afirmou ao site G1 que a nova cédula ainda está em fase final de testes de impressão e que a “boa prática internacional” recomenda que não sejam revelados os elementos da cédula até estar pronta. Por isso, não foi divulgada imagem da nova nota de R$ 200, o que só acontecerá no final de agosto.

“Se a demanda da população existe, a gente precisa atender. A gente não sabe por quanto tempo essa demanda adicional por dinheiro vai durar“, declarou Carolina Barros.

De acordo com a diretora, o Banco Central fez uma pesquisa em 2001 e selecionou para as cédulas uma lista de imagens de animais ameaçados de extinção.

Como nas demais cédulas, tem elementos de segurança robustos e capazes de proteger de falsificação. Quanto maior o valor, maior é a preocupação“, declarou a diretora.

Nota de R$ 200 deverá ser cinza com detalhes amarronzados

Caso o modelo seja aprovado pelo Banco Central, a nota será cinza e ganhará detalhes amarronzados. De acordo com a assessoria de comunicação da Casa da Moeda, instituição que é responsável pela emissão do Real, as opções apresentadas pelo Banco Central já estão em fase final de testes.

Atualmente, a nota está na fase de confecção. A casa da Moeda prepara o fundo das células, sem textura. Nas próximas etapas ocorre a gravação de imagens em alto relevo, calcografia, em cada uma das faces.

“O lançamento da nota de 200 reais é um processo pré-existente. O Banco Central está agindo preventivamente para um possível aumento da demanda das cédulas na população. E poderemos reduzir custos de logística e distribuição de numerário pelo país, dado que temos dimensões continentais”, concluiu Carolina.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”