Corpo de mulher é extraviado por engano em voo

O corpo de uma idosa, que morreu no Rio de Janeiro, deveria ter ido para a cidade de Santarém, no Pará, porém, chegou por engano em João Pessoa, na madrugada de segunda-feira (10).

A Latam, que era a companhia aérea responsável pelo translado, lamentou o erro e comunicou que o corpo embarcou às 16h de segunda-feira (10) e chegou na madrugada de terça-feira (11) em Santarém, quando a família poderá realizar o funeral.

Iara Otero Ferreira, de 60 anos, morreu na sexta-feira (7) em um hospital do Rio de Janeiro por causa de uma infecção depois de passar por uma cirurgia para retirada de cálculos renais. A partir daí a família começou a organizar o funeral e o translado para Santarém. Conforme familiares, o corpo estava marcado para chegar às 2h50.

No aeroporto, os familiares foram informados que o corpo de Iara não estava no voo 3370, que teve escala em João Pessoa, na Paraíba e Brasília (DF), antes de chegar a Santarém, conforme data e horário da companhia aérea. Os familiares aguardavam para fazer o velório na casa onde ela morava.

O esposo de Iara, o militar Juarez Ferreira, disse que o corpo da esposa saiu do Rio de Janeiro por volta das 16h e que houve negligência por parte da companhia. “Os representantes daqui de Santarém não sabem nada, não sabiam informar onde o corpo estava. Agora a pouco fui informado que o corpo está na Paraíba”, afirmou.

O militar salienta que vai acionar a justiça para que os responsáveis pelo erro sejam penalizados. Uma das filhas do casal está grávida de 9 meses e está sob cuidados médicos. “Sem palavras. Dá vontade de sair gritando e reclamando. Nossas filhas estão em estado de choque”, finalizou.

Deixe uma resposta