UFRJ investiga denúncia de apologias ao nazismo

A reitoria da UFRJ apura denúncia do Diretório Central Estudantil (DCE) Mário Prata de que apologias ao nazismo teriam ocorrido na sede.

A universidade publicou, em sua página na internet, que pretende acionar a polícia para investigar o caso. A UFRJ pediu que a comunidade acadêmica não tolere manifestações do tipo e denuncie imediatamente à Ouvidoria Geral.

O DCE fechou o salão do segundo andar de sua sede por causa das apologias ao nazismo

Um estudante de direito disse que um casal entrou no salão portando um quadro com mensagens nazistas, insistindo em fixá-lo na parede.

“O quadro mostrava a imagem de uma mulher negra, com sinais de mutilação e suásticas em volta”, relatou o estudante.

A Agência Brasil não conseguiu contato com testemunhas. Segundo o diretor do DCE, elas teriam discutido com a dupla e impedido que o quadro fosse deixado no prédio. O DCE também aponta que banheiros e outros pontos do campus Praia Vermelha foram alvo de pichações de símbolos nazistas, como a suástica.

Deixe uma resposta