Rio inicia fiscalização contra uso de canudos de plástico em comércios

Fiscais da Vigilância Sanitária do Rio iniciaram uma operação para advertir comerciantes sobre a proibição do uso de canudos plásticos no município.
A Lei 6.384/18, de autoria do vereador Dr. Jairinho (MDB), entrou em vigor na quinta-feira 19/07/18 . A primeira fase da ação tem como objetivo realizar um trabalho de conscientização sobre a necessidade de cumprir a lei. Quem for notificado pelo órgão terá 60 dias para se adequar à nova regra. Depois desse prazo caso, quem for flagrado oferecendo canudos plásticos para seus clientes poderá ser multado em R$ 1,6 mil, R$ 3 mil e até R$ 6 mil, dependendo do tamanho do comércio.

Segundo a subsecretária de Vigilância Sanitária, Márcia Rolim; o Rio é a primeira cidade do país a proibir o uso de canudos de plástico. Com uma equipe de três fiscais, Márcia realiza uma ação em Copacabana para advertir os comerciantes e; aproveitando a ação, fazer uma fiscalização completa nas lojas como parte da rotina da Vigilância Sanitária. Nos três primeiros estabelecimentos em que o grupo esteve, na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, todos estavam oferecendo canudos de plásticos e foram notificados.

Segundo a subsecretária de Vigilância Sanitária; há equipes atuando da mesma forma em outras quatro regiões, como é dividido o Rio pelo órgão. Além do Centro e Zona Sul; também estão sendo realizadas operações de advertência na Tijuca e bairros adjacentes; na Leopoldina e parte da Zona Norte, em Jacarepaguá, Barra da Tijuca e Vargens, além de Bangu, Realengo até Sepetiba.

Deixe uma resposta