Floresta da Tijuca é usada como fuga para traficantes

Os frequentadores sabem há anos e boa parte dos cariocas não vê. A Floresta da Tijuca é usada por criminosos como caminho para várias comunidades.

A recente fuga de bandidos da Rocinha pelo Horto, por uma trilha que chega à Vista Chinesa, evidenciou o Ponto central do Rio. Ela liga todas as regiões da cidade.

A rota na Floresta da Tijuca seguida por uma quadrilha chamou a atenção pela facilidade com que foi percorrida

Não existe qualquer outra área mais central do que a Floresta da Tijuca. Não se trata de uma Amazônia, mas de uma mata muito bem conhecida e que, por estar cercada por comunidades dominadas pelo tráfico, deveria ter policiamento ostensivo. Afirmou Horácio Ragucci, guia do Centro Excursionista Brasileiro (CEB).

Há duas áreas consideradas extremamente perigosas dentro do Parque Nacional da Tijuca (PNT), elas ficam nas zonas Norte e Oeste.

A primeira, explica Ragucci, fica no trecho Covanca-Pretos Forros, entre Jacarepaguá e Grajaú. A outra é a região conhecida como Perdidos do Andaraí, que inclui a descida do Alto da Boa Vista pela mata até o Grajaú. Ela dá acesso a comunidades ligadas ao Complexo do Lins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com