Crianças são diagnosticadas com Fungo de origem africana

Duas crianças da comunidade de Manguinhos, Zona Norte do Rio de Janeiro, foram diagnosticados com um fungo de origem africana.

O fungo causa a popular micose do cabelo. Diferente dos fungos comuns na América do Sul, este tipo de micro-organismo não é transmitido apenas por cães e gatos, e sim pelo contato humano.

É a primeira vez que o Fungo de origem africana é reportado na América do Sul

A pesquisa foi realizada pela Fiocruz depois que irmãos de 6 e 8 anos apresentaram os sintomas de perda de cabelo em área localizada. Couro cabeludo avermelhado e inflamado e coceira. O instituto declarou que os meninos nunca viajaram para a África.

O fungo já foi reportado em países europeus entre os anos de 2010 e 2016. A Fundação Oswaldo Cruz disse que é a primeira vez que o Fungo de origem africana é reportado na América do Sul

A ideia da Fiocruz agora é descobrir se outras crianças da comunidade foram infectadas por esse fungo ou se foram casos isolados.

2 comentários sobre “Crianças são diagnosticadas com Fungo de origem africana”

Deixe uma resposta