A cada três dias um policial militar é morto no Rio

O Rio de Janeiro registra um policial militar morto a cada três dias em 2018. O 8º PM assassinado foi baleado em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos.

Há apenas dois anos na corporação, o tenente Jeovany Carvalho Brito de Andrade, de 29 anos, foi atingido em um patrulhamento na favela da Coca-Cola. Quando o grupo foi atacado por bandidos armados.

O tenente Jeovany estava desde 2012 na PM e é o oitavo policial militar morto no Estado do Rio somente em 2018

Amigo de trabalho da vítima, o cabo Jefferson Nunes diz que Jeovany sempre se preocupava com os colegas policiais. Na ação policial que resultou na morte do PM, um criminoso ficou ferido.

Entre os nove agentes de segurança mortos este ano, está o delegado da Polícia Civil assassinado na comunidade do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio. O corpo de Fábio Monteiro foi encontrado dentro de um carro a poucos metros de distância da Cidade da Polícia.

A polícia prendeu um suspeito de participação no crime e identificou outros três comparsas de Diogo de Almeira da Silva. Dois deles são menores de idade.

Deixe uma resposta