Roubos de cargas no Rio causam prejuízo de R$ 1 bilhão

Os roubos de cargas da última sexta-feira (15) se juntaram aos 10.000 que já aconteceram em 2017. Nesse em específico, duas carretas que levavam 27 toneladas de batatas palito e 180 latões de óleo de soja foram parar no Morro do Gambá (Complexo do Lins de Vasconcelos).

Esse, somado somado com todos roubos de cargas em 2017, causam um rombo no setor de aproximadamente R$ 1 bilhão.  As informações são do Coronel reformado da Polícia Militar, Venâncio Moura, diretor do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística do Estado do Rio (Sindicarga), em entrevista ao O Globo.

Caos financeiro contribui para roubos de cargas

Moura acredita que a atual situação do estado do Rio de Janeiro é  resultado do atual caos financeiro. Esse de calamidade financeira, somada com a impunidade, contribui para o aumento desse tipo de crime. Segundo ele, várias empresas estão circulando sem seguro.

A multiplicação dos roubos nos últimos anos superou de longe o crescimento populacional. Enquanto o total de habitantes do estado aumentou 30,53% desde 1991, o número de crimes subiu 447,63%. No geral, o número de roubos nos 11 primeiros meses de 2017, foram 212.065 casos. O que dá uma média de 27 por hora. Esse número é o maior desde 1991, primeiro ano da série histórica feita pelo órgão. Claro que os roubos de carga ajudam a engrossar as estatísticas.

Deixe uma resposta