Sistema Android pode deixar de ser grátis após multa

O Google foi condenado a pagar uma multa de 5 bilhões de dólares. Devido a uma investigação antitruste nos seus smartphones com sistema Android.Agora, o CEO da companhia, Sundar Pichai, publicou um texto em blog oficial em que denota que a gratuidade do Android; está relacionada com o conjunto de aplicativos e serviços que são entregues aos consumidores quando compram um novo smartphone.

Essa gratuidade se refere às fabricantes de hardware. Como o modelo de negócios do Google se apoia nesses apps pré-instalados; como YouTube, Chrome, Google, Drive, Gmail e outros, ele pode sofrer alterações em decorrência da determinação da União Europeia.

No texto, o CEO afirma que o sistema está em dispositivos de 1.300 empresas em todo o mundo. Muitas delas com sede na União Europeia. Ele também ressalta que é possível remover apps pré-instalados e substituí-los por outras opções, disponíveis para download na Google Play Store.

No iOS, sistema dos iPhones e iPads, a quantidade de aplicativos do Google que apareceram entre os mais baixados da história da App Store; em ranking da SensorTower, foi pequena, e o Facebook e seus apps figuraram em diferentes posições da lista. No Android, a história muda de figura, justamente porque o número de instalações dos aplicativos Gmail; YouTube Drive e companhia são atrelados, também, às instalações de fábrica.

O Google não concorda com a decisão e irá recorrer.

Deixe uma resposta