Vale a pena ter um plano de saúde para animais?

A fim de garantir mais tranquilidade a longo prazo para os tutores, diversas empresas já oferecem o serviço para animais. Com funcionamento muito semelhante à versão para pessoas, o plano de saúde para os animais também trabalha com diferentes coberturas e rede credenciada.

Uma pesquisa recente realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) mostrou que, no Brasil, os gatos com a saúde de animais de estimação ultrapassam 2 mil reais por ano. O número pode ser ainda maior caso o cão ou o gato tenha um problema de saúde crônico.

A maioria das empresas que oferecem o serviço disponibilizam opções básicas, intermediárias e de maior abrangência. Em alguns casos o plano chega a oferecer extras como vacinas, acupuntura, homeopatia, implante de microchip e até auxílio-funeral. Por isso, é muito importante que o dono tenha em mente todas as necessidades do animal para contratar a melhor opção custo-benefício. 

Dicas para ter um plano de saúde para animais

Confira a reputação da empresa que oferece o plano – seja como for, antes mesmo de verificar quais são as opções de plano, é importante pesquisar para saber se a empresa é confiável. Para isso, veja a opinião de outros clientes nas redes sociais, mecanismos de busca e sites em defesa do consumidor.

Avalie com cuidado as opções de plano – uma mesma empresa pode oferecer diferentes modalidades, das mais simples às mais completas. Enquanto alguns planos são voltados apenas para atendimentos emergenciais, cobrindo as despesas de hospitalização e cirurgias em casos de acidentes, outros abrangem também consultas e exames. 

Há ainda plano de saúde com cobertura para tratamentos odontológicos e doenças crônicas. Esta é a modalidade mais completa, e também a mais cara.

Fique atento à rede credenciada – Assim como acontece com os planos de saúde para pessoas, o convênio  trabalha com redes credenciadas. Isso significa que, para ter as despesas cobertas, é preciso levar o animal para atendimento somente em clínicas, hospitais e laboratórios conveniados. 

Deixe uma resposta