Rio tem o maior valor de eletricidade para industria

De acordo com o FIRJAN, o Rio tem o maior valor de eletricidade para indústria. No Estado, o custo já é 24,8% superior à média nacional.

O valor  médio para as indústrias fluminenses no mercado regulado é de R$ 628,83 por MWh, o maior do país. A segunda posição é ocupada pelo Pará (R$ 609,79) e, a terceira, pelo Mato Grosso (R$ 580,05). Os dados são do estudo “Quanto custa a energia elétrica para a pequena e média indústria no Brasil?”, do FIRJAN.

De acordo com o Sistema FIRJAN, o setor produtivo do Rio de Janeiro necessita de mudanças. “É imprescindível que seja reduzido o montante de perdas não técnicas de energia nas distribuidoras estaduais, bem como devem ser intensificadas políticas públicas que permitam o acesso seguro das equipes das concessionárias aos locais de risco. A tributação também deve ser equiparada aos demais estados, na busca por tarifas em patamares mais condizentes com o resto do país”. Diz o estudo.

No Brasil, o custo médio da energia elétrica para a indústria  é de R$ 504 por MWh. Porém, o Sistema FIRJAN destaca que o custo ainda se encontra em nível elevado. Desde 2013, o aumento na média nacional foi de 48,2%.

No “Boletim de conjuntura do setor elétrico brasileiro, a Federação das Indústrias também chama a atenção para a despesa extra que os consumidores terão por conta do pagamento das indenizações às transmissoras.  No documento, o Sistema FIRJAN ressalta que os consumidores já garantiram a remuneração dos ativos. Estes ativos não são depreciados. Eles são pagos a décadas, via tarifa, a RGR (Reserva Global de Reversão). E que, por isso, não cabe a eles esta despesa adicional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *