MEC debate doação de livros para presídios

O ministro da Educação, Mendonça Filho, e a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, se reuniram, em Brasília, para discutir a doação de livros para bibliotecas de ao menos 40 presídios brasileiros.


A proposta é doar cerca de 20 mil livros de literatura brasileira e estrangeira por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Os estabelecimentos prisionais beneficiados serão definidos por Cármen Lúcia junto com os Tribunais de Justiça dos estados.

O apenado deve ter, através da educação, um caminho de libertação da mente. À medida que humanizamos as penitenciárias, estamos trabalhando para que eles possam ser devolvidos à sociedade num patamar de recuperação adequado”, disse o ministro, acrescentando que, em certos casos, é facultado ao preso reduzir sua pena privativa de liberdade por meio de projetos de estímulo à leitura nos presídios. “É um componente importante de remissão da pena que ajuda a desafogar o sistema carcerário”, afirmou. o ministro da Educação.

Fonte: EBC

Deixe uma resposta