Seleção às cegas é a nova escolha das empresas em busca de diversidade

Companhias em busca de mais diversidade, adotam seleção às cegas para evitar a influência de preconceitos na hora da contratação.

Buscando evitar a influência de preconceitos dos recrutadores nos processos seletivos, diversas companhias passaram a adotar a seleção às cegas. Isso significa que, pelo menos em uma primeira etapa, os recrutadores utilizam currículos sem informações que normalmente são entendidas como básicas. Elas tem adotado currículos que não trazem nome, idade e, em alguns casos, até o local onde a pessoa estudou.

Ao menos nas primeiras etapas da seleção, essas informações são ignoradas e dão lugar a testes práticos feitos na internet. Assim, essas empresas buscam reduzir a influência de preconceitos em suas decisões. Além disso, é possível que o candidato seja melhor avaliado por suas competências reais e não por ele ter alguma indicação ou experiência anterior em determinada empresa.

Funcionários de grandes empresas já estão sendo selecionados sem que os recrutadores conheçam suas informações pessoais. Assim, a startup financeira Nubank é uma das que adotou o novo método de recrutamento. A empresa adotou o sistema de seleção às cegas para a área de tecnologia, em que a maioria dos profissionais é formada por homens, e está sendo levada também para os setores de atendimento e produtos, afirma Silvia Kihara, líder da área de recrutamento.

Deixe uma resposta