Conhecendo o Rio: Parque Nacional da Serra dos Órgãos

O Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso) é composto por uma área que abrange quatro municípios: Teresópolis, Petrópolis, Magé e Guapimirim. Além das paisagens incríveis, ele também oferece diversas opções de lazer como piscinas naturais, cachoeiras e trilhas.

O cenário é perfeito para quem ama estar próximo da natureza e sem sair do Rio de Janeiro. A região oferece tranquilidade e segurança para aqueles que querem aproveitar alguns dias com o clima da região serrana. Sua fauna e flora oferecem uma diversidade incrível e estão bem localizadas na Mata Atlântica brasileira.

As principais trilhas localizadas na Serra dos Órgãos de quem busca aventura são: Mozart Catão, que tem extensão de 800 m, a Trilha Suspensa, com percurso de 1.300 metros e a Trilha da Pedra do Sino, que tem aproximadamente 11.000 metros, todas localizadas em Teresópolis.

Fauna e Flora

Entre os principais animais que podem ser vistos os coatis, os tamanduás mirins e o papagaio-de-peito-roxo. Mas há também predadores carnívoros como o puma, animal que atualmente está ameaçado de extinção. Já sua vegetação é composta por diversas espécies como o baguaçu, jequitibá, canelas e canela-santa, muito admirada por suas floradas amarelas. Acima de dois mil metros a vegetação é representada principalmente por gramíneas e espécies que crescem sobre os rochedos.

Na serra dos órgãos: o famoso Dedo de Deus

O Dedo de Deus é ponto turístico bastante conhecido na região, tem mais de 1,5 mil metros e atrai a atenção de muitos visitantes que passam pelo local. Em seu contorno, é possível ver uma “mão” que estaria apontando o dedo indicador para o céu. Por isso levou esse nome.

Gostou da dica do Dialogado de hoje? Que tal compartilhar sua experiência com a gente de alguma trilha feita no Parque Nacional da Serra dos Órgãos?

Fonte: Parnaso e Trilhas & Aventuras

Deixe uma resposta