“Chichico Alkmim, fotógrafo” no Instituto Moreira Salles

Exposição “Chichico Alkmim, fotógrafo” estará disponível no Instituto Moreira Salles a partir de 18 de Maio, e trará mais de 200 fotos.

Diamantina depois da glória, sob o olhar de Chichico Alkmim

Nelas, a representação de Minas Gerais do início do século XX. Um olhar sobre a transformação da cidade de Diamantina, depois de seus dias de glória. O retrato da cidade que já não tinha seus tempos de glória do passado.

Um dos traços mais marcantes de Diamantina, que foi registrado pelo fotógrafo, também estará na mostra. Como escreveu Carlos Drummond de Andrade, o povo de Diamantina é um povo que canta. Em Chichico Alkmim, fotógrafo, serão expostos cinco discos 78 rpm, com as obras de vários artistas da região.

Eucanaã Ferraz, curador da exposição, diz que Chichico tem o poder de trazer a vida dos modelos ao primeiro plano. “Chichico é daqueles fotógrafos que parecem ter o poder de fazer vir ao primeiro plano a vida de seus modelos. E é patente a densidade existencial que se expressa no conjunto de características físicas que chamamos fisionomia, compreendida como a realização momentânea de um destino”

Deixe uma resposta