STF proíbe direito à greve para carreiras policiais

Na manhã da última quarta-feira (5), em sessão extraordinária, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a greve de policiais civis e outros servidores públicos atuantes na área da Segurança Pública éinconstitucional. Com isso, bombeiros militares, policiais civis, federais e rodoviários federais também perdem o direito à greve.

O recurso extraordinário que gerou o entendimento do STF foi do julgamento de uma ação no estado de Goiás, que questionou a paralisação de policiais civis na Justiça. A decisão do tribunal tem repercussão geral, o que significa que outras instâncias judiciais devem seguir a interpretação do Supremo em casos com este tema.

Deixe uma resposta