Cabral: Réu de novo?

Sérgio Cabral (PMDB) e dois ex-colaboradores foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) pelo crime de lavagem de dinheiro. Segundo o MPF, eles lavaram dinheiro 148 vezes, de três formas distintas: forjando prestação de serviços de consultoria para pagamentos indevidos que acabaram embolsados; comprando veículos em empresas de um comparsa; comprando imóveis também de uma empresa de um comparsa.

Em função das investigações da força-tarefa da Lava Jato no Rio, Cabral já é réu em quatro processos. Com a aceitação da denuncia desta terça-feira (21) são um total de 332 crimes, apenas de lavagem de dinheiro em duas denúncias, praticados pelo ex-governador, além de se tornar réu pela quinta vez no RJ.

A denúncia feita à 7ª Vara Federal, e foi aceita pelo juiz Marcelo Bretas, refere-se a atividades ilícitas do ex-governador, do ex-assessor da Secretaria Estadual da Casa Civil Ary Filho, e de Carlos Miranda, sócio de Cabral e um dos operadores financeiros de seu esquema de desvio de recursos públicos quando no governo.

Diante da grandiosidade do esquema criminoso, (a denúncia) não esgota todos os crimes de lavagem de dinheiro cometidos no Brasil, nem tampouco todos os fatos praticados pelo grupo, que poderão ser objeto de novas denúncias”, afirmam os procuradores da República Leonardo de Freitas, José Augusto Vagos, Eduardo El Hage, Renato Oliveira, Rodrigo Timóteo, Jesse Ambrosio dos Santos Junior, Rafael Barreto, Sérgio Pinel e Lauro Coelho Júnior, que assinam a denúncia.

Fonte: G1IstoÉ

Deixe uma resposta