Dilma não descarta se candidatar a Câmara ou ao Senado

A ex-presidente Dilma Rousseff afirmou, na última sexta-feira (17), que pode ser que se candidate à Câmara dos Deputados e/ou ao Senado Federal. Dilma comentou ainda o fato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estar liderando pesquisas relacionadas as eleições presidenciais de 2018, afirmando que existe um “segundo golpe” em andamento para impedir que Lula seja candidato.

Dilma, que mantem a frase “presidenta eleita do Brasil” em suas redes sociais, contou em entrevista que não descarta a possibilidade de se candidatar a cargo como senadora e deputada, afirmando que não deixará de exercer atividades políticas.

A ex-presidente disse também que ainda esta em análise os documentos do processo de impeachment contra ela e voltou a acusar o presidente Michel Temer de liderar um “golpe parlamentar“.

Sobre a liderança de Lula nas pesquisas sobre as eleições presidenciais de 2018, Dilma afirmou que um “segundo golpe” pretende criminalizar o ex-presidente para que o mesmo não possa concorrer. “Apesar de todo o processo de tentativa de destruição da personalidade, da história e tudo, o Lula continua em primeiro lugar, continua sendo espontaneamente o mais votado“, completou a petista.

Fonte: Extra | O Globo

Deixe uma resposta