Teori Zavascki: Os mistérios da morte

Com o falecimento do ministro Teori Zavaski, a paralisação temporária na leitura das delações premiadas da Odebrecht, sua vaga no STF, sendo cotada para muitos nomes, as declarações de seu filho circulando pela internet, inúmeras teorias, exclamações e afirmações surgiram, confira agora um resumo, com as principais notícia que saíram, e saiba quais são verdadeiras e quais não passam de teoria da conspiração.

Chovia bastante no momento do acidente, segundo imagens de radar, e para quem vive no Rio de Janeiro, pode perceber que no dia choveu muito em praticamente todo o estado. O mau tempo é um fator que pode comprometer a aproximação do aeroporto de Paraty, em que as aterrissagens só podem acontecer em condição visual.

Quem eram as pessoas que estavam na aeronave?
Teori Zavascki, ministro do Supremo Tribunal Federal; Carlos Alberto Fernandes Filgueiras, empresário; Osmar Rodrigues, piloto do avião; Maira Lidiane Panas Helatczuk, massoterapeuta de Filgueiras; Maria Ilda Panas, mãe de Maira.

O filho de Teori postou um “recado” sobre “movimentos para frear a Lava Jato” antes do acidente? Em maio de 2016 Francisco Prehn Zavascki, filho de Teori, fez uma postagem, e ela, voltou a circular nas redes sociais após a morte do ministro.

Ele escreveu: “É óbvio que há movimentos dos mais variados tipos para frear a Lava Jato. Penso que é até infantil que não há, isto é, que criminosos do pior tipo (conforme o Ministério Publico Federal afirma) simplesmente resolveram se submeter à lei! Acredito que a Lei e as instituições vão vencer. Porém, alerto: se algo acontecer com alguém da minha família, vocês já sabem onde procurar…! Fica o recado!

Com relação a estrutura, e manutenção da aeronave, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que a documentação da aeronave estava regular. O certificado era válido até abril de 2022, e inspeção da manutenção (anual) estava válida até abril de 2017.

A Força Aérea Brasileira (FAB) informou que o avião tinha um equipamento chamado “voice recorder“, ou seja, um gravador de voz. O equipamento foi recuperado pela FAB, que conseguiu extrair o conteúdo da caixa-preta.

Análise preliminar da caixa-preta que gravou as conversas na cabine apontam que não havia “anormalidade” na aeronave e que o piloto tentou pousar duas vezes antes do acidente.

O site Jet Photos, que tem um banco de imagem de aeronaves, indica que uma foto do Hawker Beechcraft King Air C90 (modelo do avião que caiu) foi acessada quase duas mil vezes no dia 3 de janeiro.

O número de acessos da mídia nos dias anteriores, era de 0 a 3 cliques. Porém, trata-se apenas de um site de fotos, que não indica deslocamentos passados nem futuros das aeronaves.

Por isso, não faz sentido dizer que os acessos visavam a conhecer detalhes técnicos do avião, porque o modelo é altamente conhecido no mercado. Para a Polícia Federal, a possibilidade é que no dia tenha havido algum anúncio ou alguma promoção de voo, mas a hipótese de ‘’perseguição” não foi 100% descartada.

Muitas outras coisas saíram, aqui estão as mais interessantes, ou as que levantaram mais suspeitos, fique ligado aqui no Dialogado pois as notícias não param!

Fonte: G1

Deixe uma resposta