Yunes afirma que fará acareação “com quem quer que seja”

O ex-assessor do presidente Michel Temer, José Yunes, afirmou, nesta segunda-feira (27), que fará acareação com qualquer pessoa para esclarecer o depoimento em que diz que recebeu um envelope destinado ao ministro-chefe licenciado da Casa Civil, Eliseu Padilha. A afirmação de Yunes foi uma resposta ao operador Lúcio Bolonha Funaro, que teria entregado o envelope.

O amigo e antigo assessor de Temer relatou ter recebido Funaro em seu escritório em 2014 e, na ocasião, o operador teria lhe entregado um envelope endereçado a Padilha. Funaro é também apontado como um dos principais operadores de Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara e deputado cassado.

A defesa de Funaro contou em entrevista que pretende processar Yunes por calúnia, além de pedir uma acareação entre o ex-assessor da Presidência da República, Padilha e ao ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht, Cláudio Melo Filho – que contou, em sua delação premiada, que o escritório de Yunes servia de depósito de dinheiro destinado à campanhas do PMDB.

Em resposta, Yunes afirmou que aceita a acareação. “Aceito acareação com quem quer que seja ratificando todos os dizeres do meu depoimento”.

Adendo: Acareação é o confrontamento entre duas ou mais testemunhas, entre si ou com as partes, cujos depoimentos anteriores não foram suficientemente esclarecedores. (sic.)

Fonte: IstoÉ

Deixe uma resposta