Anticorpos da Covid-19 são induzidos através de vacinas na China

Os anticorpos da Covid-19 foram induzidos por uma empresa chinesa de biotecnologia chamada Sinovac. Isto é, as vacinas, em fase de testes no laboratório, proporcionaram a produção de anticorpos em mais de 90% dos pacientes que receberam a dose.

De acordo com nota divulgada pela Sinovac, 600 pessoas participaram desta etapa dos ensaios, mas nem todas foram vacinadas. Assim, houve o chamado grupo placebo, que serve de controle e não recebe nenhuma substância.

A substância usada nos pacientes é a mesma que deve ser aplicada em voluntários brasileiros no Instituto Butantan, em São Paulo. Este, fechou uma parceria com a empresa chinesa.

A Sinovac não informou quantas de fato receberam a vacina, chamada de “CoronaVac”, tampouco quantas produziram os anticorpos. Mas, não houve efeitos colaterais severos, segundo o comunicado.

Ademais, os anticorpos neutralizantes da Covid-19 apareceram depois de 14 dias, segundo a empresa. A Sinovac informou que pretende continuar os ensaios fora da China, inclusive no Butantan.

População brasileira apresenta aumento na produção de anticorpos da Covid-19

Uma pesquisa do Hemorio mostra que 28% dos cariocas que doaram sangue, no início de junho, apresentaram anticorpos contra o coronavírus. Esse aumento é considerável quando comparado às primeiras semanas de abril. Naquele momento, apenas 4% dos doadores tinham anticorpos. Essa pesquisa foi feita em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde, a Uerj, a UFRJ e a Fiocruz.

Os doadores de sangue podem ser considerados uma população-sentinela, que nos possibilita acompanhar a curva da doença. Surpreendentemente, um número considerável de doadores já possui anticorpos contra o novo coronavírus, o que pode refletir a realidade da população em geral“, destacou o diretor do Hemorio, Luiz Amorim.

Ademais, em âmbito nacional, houve um aumento de 53% de pessoas com anticorpos da Covid-19. Os dados foram coletados pelo Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas (Ufpel).

Deixe uma resposta