Crianças tem problemas para segurar lápis, dizem médicos

Que as crianças do século 21 parecem já nascer sabendo lidar com o meio digital isso é quase que inegável. Não só elas, mas como nós também, passamos horas digitando em teclados de computador ou em tablets e celulares. Mas não é por isso que estamos nos desacostumando com o lápis. 

Ao contrário dos menores da nova geração estão tendo problemas na hora de como segurar a ferramenta tão comum para as crianças da antiga geração. Quem diz isso são os pediatras e terapeutas da Fundação Heart of England, do Serviço Nacional de Saúde da Inglaterra.

Crianças fazem acompanhamento terapêutico como solução para o problema

“As crianças que estão indo à escola não têm mais a mesma força e destreza nas mãos como víamos há 10 anos atrás”. Foi o que disse um pediatra de terapia ocupacional da Fundação Heart of England. Para ele isso acontece porque  a nova geração passa tempo demais em dispositivos digitais. Com isso não trabalham suficientemente os músculos dos dedos.

Esse problema já aflige diversas crianças do Reino Unido. Eles estão realizando acompanhamento terapêutico para aprender o jeito certo.

Uma outra profissional da Fundação Heart of England disse que as escolas se dividem entre metodologias tradicionais nas aulas de caligrafia e outras já utilizam tablets nesse processo.

“É inegável que a tecnologia mudou o mundo em que nossas crianças estão se desenvolvendo. E apesar de haver aspectos positivos desse novo uso, há também os impactos de uma vida mais sedentária e mais baseada em interações virtuais, com mais crianças passando tempo conectadas dentro de casa e menos tempo ocupando espaços ao ar livre ativamente”, destacou uma porta-voz do Royal College de Terapeutas Ocupacionais, em Londres.

Deixe uma resposta