Colégio em São Cristóvão serve como fuga de bandidos contra a Polícia

A Escola Municipal Mestre Waldemiro, em São Cristóvão, foi utilizada como rota de fuga de bandidos armados, na manhã de quarta-feira (05). Apavorados, funcionários e alunos se abrigaram no hall da unidade. Segundo a Polícia Militar, os bandidos invadiram a instituição, após avistarem PMs do Batalhão de Choque, que faziam uma operação no Morro da Mangueira.

Segundo um funcionário da escola, em torno de 400 crianças de faixa etária entre quatro e 12 anos chegaram a ser feitas reféns.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, os criminosos apenas usaram a área externa da escola e não chegaram a entrar no prédio. A pasta relatou ainda que as aulas não foram suspensas. A escola atende 429 alunos em turno único.

Os homens, ainda segundo a PM, entraram no zoológico e pularam o muro que dá acesso à unidade. Em seguida, eles roubaram uma Fiorino para escapar. Logo após a ocorrência, a polícia realizou uma ronda dentro da escola, mas não encontrou nada.

A operação na Mangueira ocorre desde a manhã de quarta-feira (05). Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), de Choque (BPChq) e de Ações com Cães (BAC) estão espalhados nos acessos e dentro da comunidade. A PM ainda não comunicou o balanço da ação.

Nas redes sociais, moradores comentam sobre tiroteio. A Secretaria de Educação informou que duas escolas na região não funcionaram na tarde de quarta-feira (05), por causa do clima tenso na comunidade. Quase 800 alunos ficaram sem aula.

Deixe uma resposta