Liberação de carga e descarga facilita abastecimento de produtos

O pedido realizado pela Fecomercio-Rj, disponibilizou medida que vai permitir a liberação de carga e descarga de todos os tipos de veículo. Essa medida deve ter duração de dez dias, e não irá restringir caminhões de carga ou veículos pesados.

A liberação de carga e descarga foi liberada devido a um pedido feito pela Fecomercio – Rj (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estadp), com intuito de agilizar e normalizar, de fato, a volta dos serviços básicos.

A Prefeitura da Cidade, através da Secretaria Municipal de Transporte e da CET-Rio, autorizou em todo o país a liberação dos veículos, incluindo os de porte maior.

Essa medida facilitará o horário de liberação de carga e descarga, e, segundo O Globo, embora não haja data prevista, tal decisão será publicada no Diário Oficial.

Liberação de carga e descarga

Essa decisão tem o intuito de facilitar a regularização e agilidade no abastecimento de produtos. Com essa medida, a população irá recuperar os serviços que foram interrompidos.

Diante da crise que se instaurou em todo o país na última semana, muitas pessoas encontraram dificuldades para conseguir produtos básicos em todo o comércio, como alimentos, medicamentos, atendimento médico.

Alguns exemplos são os Supermercados e Hortifrutis, que estão desfalcados, causando grande transtorno na rotina de todos. Isso mostra que os produtos estão acabando muito rápido, e o que sobra, acaba custando muito mais caro que o normal.

11º dia da Greve

Segundo informações, as atividades em todo o país estão se normalizando aos poucos. Contudo, o Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor), registrou denúncias referentes ao aumento nos preço dos produtos. Essa decisão de denunciar, muitas vezes é provocada pela indignação, uma vez que, antes, esses mesmos produtos custavam bem menos.

Em relação a Greve, muitos caminhoneiros alegam que o seu fim ainda não se deu por completo. Essa condição, segundo eles, é por conta da infiltração e da participação dos chamados, “intervencionistas”.

Nesse 11º dia de paralização, alguns protestos ainda acontecem, porém, segundo os Líderes  dos caminhoneiros, são realizados pelos intervencionistas. Ainda nesse contexto, afirmam que eles estão se infiltrando no movimento com o intuito de derrubar o Governo.

Leia mais:

Com pouco movimento e produtos, saco de batata chega a custar R$4,50 no Ceasa

Greve de servidores da Faetec chega ao fim, apesar dos atrasos

Deixe uma resposta