Motorista de Uber é preso após suspeita de estupro

Menino de 15 anos, acusa motorista de Uber de estupro. O rapaz realizou a denúncia, na última quarta-feira, dia 13, na 72ª DP, em São Gonçalo.

De acordo com o G1, a mãe do jovem solicitou a corrida no dia 07/06 deste ano. Dessa forma, o trajeto seria de um bairro à outro, em São Gonçalo.

Segundo informações fornecidas pelo rapaz violentado, o motorista de 43 anos mudou a rota, o ameaçou com uma arma e o estuprou.

Motorista de Uber é preso por policiais da 72ª DP, em São Gonçalo

Após efetuar denúncia na companhia da mãe, o menino passou pelo exame de corpo de delito. Todavia, uma semana após o ocorrido, o motorista suspeito do crime, foi preso.

Ainda segundo informações, a Uber declarou em nota, que “A empresa está sempre à disposição para colaborar com as autoridades no curso de investigações ou processos judiciais, nos termos da lei – tanto que a empresa respondeu prontamente, pelos canais apropriados, o ofício enviado pela autoridade policial solicitando dados cadastrais do motorista acusado de estupro.”

Dicas ao solicitar Aplicativo:

Diante dos casos constantes de abuso no Rio, a utilização de aplicativos de corrida deve ser feita com o dobro de atenção. Posto isso, é muito importante ressaltar alguns pontos que merecem atenção.

Ao solicitar o serviço, confira a placa, o nome e a foto do motorista. Dessa maneira, só embarque caso as informações cruzem. É realmente importante não deixar passar, pois bandidos podem se aproveitar desse descuido e realizar assaltos e abusos com os passageiros.

Leia mais:
Uber bloqueia cadastro de motorista condenado

Violência: Casos de estupros no Rio têm aumento significativo

Escritora denuncia ser vítima de estupro de motorista de aplicativo Uber

Deixe uma resposta