PMs suspeitos não comparecem à reconstituição da morte de estudante em Acari

Dois policiais militares suspeitos de envolvimento na morte da adolescente Maria Eduarda Alves da Conceição (13), alegaram falta de segurança e não compareceram à reconstituição do crime na última quarta (12), em Acari, Zona Norte do Rio.

De acordo com o advogado da família da jovem, a ausência dos suspeitos não vai interferir no resultado da reconstituição, pois os policiais não negaram o ocorrido e também podem ter evitado ir para não gerar provas contra eles.

O advogado alega ainda, que os tiros disparados em frente à escola, foram para atingir dois suspeitos do tráfico, e os estilhaços do tiro de fuzil que mataram a menina.

Deixe uma resposta