Prefeito de Angra decreta estado de emergência na segurança

O Prefeito de Angra dos Reis Fernando Jordão (MDB), decretou na noite da última terça-feira (21/08), estado de emergência na segurança pública do município, diante da situação de agravamento da violência após traficantes de facções rivais, iniciarem uma disputa por pontos de venda de drogas.

A Cidade atravessa uma onda de violência desde o sábado, dia 18 de agosto. Na ocasião, vários tiroteios foram registrados na cidade. No mesmo Sábado, só que no bairro Lambicada, bandidos foram vistos exibindo fuzis a luz do dia na comunidade. No dia seguinte , houve novo registro de tiroteio no bairro Belém. Na segunda-feira, dia 20 do mesmo mês, os moradores do mesmo bairro amanheceram sem energia elétrica em decorrência dos confrontos.

Moradores de Angra chegaram a ficar sem luz

Segundo a Enel (concessionária que oferece o serviço, a empresa de energia elétrica de Angra), não foi possível efetuar o procedimento de retorno do fornecimento de energia elétrica imediatamente, por conta do confronto entre traficantes, fazendo com que o fornecimento de energia fosse retomado somente na noite de terça-feira, dia 21/08.

Antes disso, na noite de segunda-feira (20/08) um ônibus da viação Senhor do Bonfim foi incendiado por traficantes. No momento, ele trafegava pela Rodovia Rio-Santos, no Trecho da Rodovia BR-101, na altura do bairro Belém. No dia 21 de agosto houve novo registro de incêndio em ônibus e um carro de passeio também foi incendiado. Os ataques ocorreram no mesmo Trecho da Rodovia BR-101.

“A grave situação enfrentada pela nossa cidade está cerceando o direito fundamental de ir e vir dos cidadãos. Impedindo que serviços públicos essenciais, sejam realizados em determinadas localidades controladas pelo tráfico. A situação está insustentável. Não podemos aceitar isto” . Informou o Prefeito Fernando Jordão, em comunicado enviado a assessoria de imprensa da Prefeitura.

No último dia 23 o Município, recebeu reforço no efetivo do patrulhamento da Polícia Militar, os confrontos são motivados pela briga por pontos de venda de drogas, e a escalada da violência, gerou a redução do número de ônibus circulando pelas ruas de Angra dos Reis.

O Prefeito Fernando Jordão afirma que, além dos tiroteios foram também registrados assaltos a agências bancárias dentro da área das Usinas Nucleares (Angra 1 e Angra 2). Jordão também ressalta, que o seu contato com o secretário estadual de segurança Gen. Richard Nunes é feito diariamente.

 

Deixe uma resposta