Prefeitura do Rio resolve blindar escolas em áreas de risco

A decisão do prefeito Marcello Crivella foi tomada dias depois da morte de Maria Eduarda (13 anos), atingida por uma bala perdida dentro de uma escola em Costa Barros, Zona  Norte do Rio. Segundo testemunhas, a menina jogava basquete no pátio da Escola Daniel Piza, quando foi alvejada. A declaração foi dada, nesta sexta-feira (31)

Uma argamassa especial pode ser utilizada para evitar que casos como o de Maria Eduarda aconteçam novamente. Com o avanço da criminalidade no Rio, as escolas estão cada vez mais instáveis em relação a segurança. É cada vez mais comum, escolas anunciarem o cancelamento das aulas por conta de confrontos em comunidades próximas. Só neste ano de 2017, mais de 10 mil alunos perderam, pelo menos, um dia de aula destes conflitos.

Deixe uma resposta