Assaltos à túneis apavoram a população carioca que se sente cada vez mais acuada

Eles parecem masmorras medievais, sem policiamento, tornam-se cenários perfeitos para ação de criminosos. Os assaltos à túneis apavoram a população carioca.

No toplist está o João Ricardo, na Central do Brasil, é um dos mais antigos do Rio, inaugurado em 1921 debaixo do Morro da Providência. O gari Marcelo Rosa trabalha nas galerias desse calabouço diariamente, e há 8 anos testemunha os horrores que ocorrem ali.

Não há um dia em que eu não ache uma faca ou um pedaço de pau que os cracudos usam para assaltar pedestres e motoristas” – De acordo com Marcelo, os buracos facilitam os bandidos – “Coloquei um cone ali para alertar os motoristas. Mas muitos acabam virando alvos de bandidos quando reduzem a velocidade“.

Sensação de insegurança e assaltos à túneis apavoram a população carioca

Quando não são os usuários de drogas, são os tiroteios na Providência que amedrontam. Ou, então, traficantes que intimidam quem precisa ir da Central à Gamboa.

A situação é tão horripilante, que a cachoeira de esgoto que escorre pelas paredes do túnel. Ela é usada por moradores de rua para tomar banho. Na Rua Senador Pompeu, após as 18 horas, torna-se uma verdadeira cracolândia.

Fonte: Extra

Outro no topo da lista dos túneis mais perigosos da cidade é o Noel Rosa. Ligando os bairros de Vila Isabel e Riachuelo, onde o lixo jogado do Morro dos Macacos se acumulava na beira da pista.

Quando o túnel está sem luz, não passo nele de jeito algum. Dou uma volta de uns 40 minutos, pelo Méier. Este túnel é perigoso, sim“. Relata servente de pedreiro Jackson de Oliveira, que faz a travessia de bicicleta.

Fonte: Extra

Em Copacabana, o Túnel Sá Freire Alvim, está esquecido. A sensação é de que, a qualquer momento, azulejos podem cair. Também há refletores apagados e, na passagem de pedestres, é preciso ter cuidado para não pisar em fezes humanas. Os assaltos à túneis apavoram a população carioca.

Fonte: O Globo

Segundo a PM, o patrulhamento vem sendo intensificado nos túneis. Porém a má iluminação e o posicionamento geográfico facilita a ação dos criminosos.

A prefeitura informa que vai intensificar os trabalhos de manutenção nos túneis. A Secretaria de Conservação e Meio Ambiente reconhece que o Sá Freire Alvim e o Noel Rosa precisam de obras.

Deixe uma resposta