Carnaval: turistas gastaram mais do que o esperado no Rio

Um levantamento divulgado neste domingo (10) pela Riotur mostrou que os setores de comércio, hotelaria e serviços faturaram R$ 3,78 bilhões durante os quatro dias de carnaval.

O valor superou os R$ 2,1 bilhões de receita previstos inicialmente pela Confederação Nacional de Comércio de Bens, Serviços e Turismo.

O faturamento de hotéis, restaurantes e outros estabelecimentos cariocas durante o carnaval ficou 26% acima do registrado no ano passado, quando as vendas somaram R$ 3 bilhões.

Entre os possíveis motivos para o fenômeno, está o aumento de 8% no número de turistas na cidade. O número saltou de 1,5 milhão em 2018 para 1,62 milhão em 2019. Além disso, o tempo médio de permanência também aumentou. No ano passado, variou entre seis e oito dias. Em 2019, ficou entre 7 e 11 dias. E a taxa de ocupação dos hotéis subiu de 87% para 90% de um ano para o outro. Assim, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH).

A prefeitura estima que, até o sábado pós-carnaval, 5 milhões de foliões foram às ruas do Rio. Com o Monobloco e outras atrações no sábado, a expectativa é que número ultrapasse os 7 milhões. Só o Bloco das Poderosas reuniu 420 mil pessoas sob o comando da cantora Anitta no Centro do Rio.

Apesar de ter divulgado a estimativa de faturamento do setor privado com o carnaval no Rio, a prefeitura não sabe quanto dinheiro a folia traz para os cofres do município. Inicialmente, foi divulgado um valor de R$ 2 milhões relativo à arrecadação com ISS. Posteriormente, a quantia foi desconsiderada. Assim, por não incluir os recursos captados com os tributos cobrados da rede hoteleira e outras variáveis.

Deixe uma resposta