Cidadania

Estudiosa aponta coisas que você precisa saber sobre autistas

Nariene da Silva Xavier
Escrito por Nariene da Silva Xavier em 6 de novembro de 2020
Estudiosa aponta coisas que você precisa saber sobre autistas

Coisas que pessoas autistas querem que saibam sobre elas. Esse foi um dos temas debatidos no programa de rádio Word of Mouth, da BBC, onde o escritor Michael Rosen perguntou a Alis Rowe, escritora e empresária britânica, de que maneiras as pessoas autistas vivenciam o mundo de forma diferente.

Segundo Rowe, que tem Síndrome de Asperger, é importante entender que cada indivíduo tem sua experiência própria e única de mundo, e essas percepções diferentes podem ajudar todos a se comunicar melhor. E, que todos nós precisamos ter em mente que “o que está na cabeça da outra pessoa não é igual ao que está na sua”.

Rowe lista dez desafios que as pessoas do espectro autista enfrentam em situações sociais:

Cada pessoa autista é diferente, mas pode compartilhar desafios semelhantes. Embora todas as pessoas do espectro tendam a enfrentar desafios semelhantes, a maneira como a vida delas é afetada pode ser bem diferente.

Uma pessoa autista pode achar difícil escutar o que alguém está dizendo quando há outros sons

Podem não entender certas insinuações e nuances que outras pessoas perceberiam. Autistas podem não identificar, por exemplo, como o tom de voz e expressões faciais são capazes de mudar o significado do que alguém está dizendo.

Contextualizar pode ajudar bastante. Alis Rowe dá um exemplo “se você visse um pintarroxo na praia de Brighton, no sul da Inglaterra, e gritasse: ‘Uau, olha aquele pássaro!’, alguém com autismo pode ter dificuldade de entender o que há de tão extraordinário nele.”

Quem é autista pode ter dificuldade em saber quando falar com outras pessoas

Autistas podem soar diferente quando falam, podem dizer as coisas lentamente, gaguejar, falar com uma voz monocórdica, enfatizar partes incomuns de uma frase ou entrar em maiores detalhes. Para autistas, socializar pode ser mais difícil do que parece

Autistas podem não expressar emoções da maneira que os outros esperam

Escrever pode ser uma maneira útil de se comunicar. Os mesmos, podem ter dificuldade de falar no telefone, uma vez que há a expectativa de que sejam capazes de responder rapidamente, e pode haver ruídos ao fundo que podem ser um fator de distração.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”