Cidadania

Conta de luz fica mais cara em dezembro

Nariene da Silva Xavier
Escrito por Nariene da Silva Xavier em 4 de dezembro de 2020
Conta de luz fica mais cara em dezembro

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou no último dia 01, a retomada do sistema de bandeiras tarifárias na conta de luz. O mecanismo havia sido suspenso em maio devido à pandemia do novo coronavírus. Na ocasião, a agência havia acionado a bandeira verde, sem cobrança de taxa extra, até o fim deste ano.

Segundo as informações, os consumidores começarão a pagar pela Bandeira Vermelha Patamar 2 – o maior valor no sistema de bandeiras do órgão. Assim, a taxa será de R$ 6,24 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) gastos no imóvel.

O diretor Efrain Pereira da Cruz mencionou para o jornal o Estado de Minas, que “afluências críticas” nos principais reservatórios do País, no Sudeste e Centro-Oeste, além do Sul, e deterioração nos meses de outubro e novembro. Isso levou ao acionamento de termelétricas, o que pressionou o custo de geração de energia no País diante de uma “oferta adversa”.

Ainda segundo ele, o consumo de energia retomou o patamar pré-pandemia em setembro, e o setor enfrenta novamente uma seca que há muito não se via. Por isso, a avaliação da Aneel é que o sistema de bandeiras precisa ser retomado imediatamente, e não apenas em janeiro de 2021, como indicava a nota técnica do órgão regulador.

“São indícios concretos de que o mecanismo das bandeiras já merece ser restabelecido e a curto prazo, tendo em vista sua eficiência na sinalização de preços aos consumidores“, concluiu o diretor.

Além disso, a Aneel revelou que os baixos níveis dos reservatórios das usinas hidrelétricas já comprometem o fornecimento de energia. Por conta disso, o órgão entendeu a necessidade de restabelecer a cobrança extra na conta de luz.

Conta de luz: nível dos reservatórios das hidrelétricas do país está entre os mais baixos da história

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) afirmou no último dia 01 que o nível dos reservatórios das principais hidrelétricas do Brasil está entre os mais baixos da série histórica.

A informação vem um dia após a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidir retomar o sistema de bandeiras tarifárias, com acionamento da bandeira vermelha patamar dois.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”