Cidadania

Família propõe criação da Lei Maria Eduarda

Fernanda Felix
Escrito por Fernanda Felix em 9 de abril de 2017
Família propõe criação da Lei Maria Eduarda

Em reunião realizada com o Governador Luiz Fernando Pezão, realizada nesta sexta (07), parentes da jovem, morta a tiros de fuzil na escola, conversaram com governador e pediram que operações policiais não sejam realizadas durante o horário escolar.

“A reação de Pezão foi de surpresa diante dos familiares que levaram toda a reunião com um único objetivo: o de justiça”, disse João Tancredo, advogado da família. “Não tratamos ainda da indenização”, acrescentou.

O laudo balístico apontou que um dos tiros que acertou a menina Maria Eduarda partiu da arma do cabo Fábio Barros Dias, que está preso preventivamente. O tiro acertou a perna. A causa da morte ainda não foi concluída. Dias foi depor novamente, já que havia dito que fez um único disparo: em um dos homens caídos no chão.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”