Cidadania

Horta comunitária em Paraisópolis visa reduzir desperdício de alimentos

Suellen Christine Sales da Silva
Escrito por Suellen Christine Sales da Silva em 19 de outubro de 2020
Horta comunitária em Paraisópolis visa reduzir desperdício de alimentos

A horta comunitária na favela de Paraisópolis foi inaugurada na última sexta-feira (16) com 1800 mudas de mais de 60 espécies de hortaliças e frutas. O projeto, que recebeu o nome de AgroFavela-ReFazenda, deve impactar mais de mil pessoas além de colaborar com o combate a fome e melhorar a condição nutricional dos moradores.

O projeto AgroFavela-ReFazenda é uma iniciativa do G10 das Favelas em parceria com a ONG Stop Hunger e o Grupo Sodexo. A meta, é implantar 200 hortas em lajes, casas e espaços vazios na favela. A inauguração aconteceu em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação.

De acordo com Gilson Rodrigues, coordenador nacional do G10 das Favelas e líder comunitário de Paraisópolis, a horta vai ajudar no abastecimento da cozinha do projeto “Mãos de Maria“, que oferece mais de 5 mil marmitas diariamente para a comunidade.

Ainda de acordo com Gilson Rodrigues, a horta também vai ajudar os 100 mil moradores da região, a maioria trabalhadores informais, e 16 mil desempregados. “A situação de desemprego em Paraisópolis está muito grande, cada vez mais pessoas na fila pra pedir marmita e pedir cestas básicas. Acreditamos em criar uma solução para ter uma alimentação maior e não ter uma situação de fome“, completa.

Por outro lado, a horta comunitária na favela de Paraisópolis tem a intenção de promover a redução do desperdício de alimentos. Dessa forma, mulheres moradoras de Paraisópolis e cadastradas no projeto “Fazendeiras Urbanas” passarão por treinamentos e receberão materiais para fazerem plantios nas casas. Na capacitação, as mulheres vão aprender técnicas de cultivo, redução e reutilização de resíduos orgânicos.

A saber, no Pavilhão Social G10 das Favelas serão mantidas duas hortas, uma vertical, com 20 m², e outra horizontal, numa área de 900 m². Frutas, legumes e verduras serão produzidos além de plantas trepadeiras e flores.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”