MEC oferecerá internet para estudantes

O Ministério da Educação (MEC) anunciou no ultimo dia 1º, medidas de acesso à internet para que estudantes de universidades e institutos federais possam estudar a distância. E mais, firmou uma parceria com a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) para oferecer internet gratuita para estudantes.

Segundo o MEC, no primeiro momento, a ideia é destinar internet gratuita a cerca de 400 mil alunos. O ministério ressalta ainda que a meta é alcançar até 1 milhão em situação de vulnerabilidade.Enquanto isso, as estimativas mostram que mais de 90% desses estudantes já possuem algum aparelho móvel para acessar a internet; e que, do total, cerca de 40% estão na região Nordeste. “O grande gargalo que temos hoje é o acesso à internet, e não o equipamento em si. Por isso, estamos atacando esse flanco”, disse o secretário-executivo do MEC, Antônio Paulo Vogel, para o site Governo do Brasil.

É algo que pode ser plenamente tornado disponível no início do mês de agosto. Agora, vamos depender dos resultados e das configurações que estamos preparando com as empresas de telefonia móvel”, disse o diretor-geral da RNP, Nelson Simões, para o site MinutoMT.

Os alunos terão acesso gratuito aos sites indicados pelas instituições. Os mesmos, poderão usar o pacote pessoal de dados para chegar até esses sites e o tráfego de dados não será cobrado. Caso o estudante não tenha um plano de dados, o ministério estuda uma forma de disponibilizar um chip para acesso à internet.

Os estudantes residentes em áreas rurais ou sem sinal de internet, terão que buscar um outro local para acompanhar as aulas que forem oferecidas à distância. “As pessoas que convivem nessas áreas terão que se deslocar para um centro mais urbano, para uso de redes wi-fi”, disse Simões. Ele espera, no entanto, que as empresas de telefonia que participarem da licitação tragam soluções para esses casos.

Sem prever data de retorno, MEC divulga protocolo para aulas presenciais

O MEC afirmou que o documento foi elaborado por uma equipe multidisciplinar, que conta com um médico pneumologista. Entre as medidas, estão: uso de máscara, disponibilização de álcool em gel, manter a ventilação do ambiente. E, também manter o cabelo preso e evitar usar acessórios pessoais, não compartilhar objetos (incluindo livros e afins) e respeitar o distanciamento de pelo menos um metro e meio.

Deixe uma resposta