Cidadania

Medidas restritivas são apoiadas pela maioria dos brasileiros

Suellen Christine Sales da Silva
Escrito por Suellen Christine Sales da Silva em 5 de abril de 2021
Medidas restritivas são apoiadas pela maioria dos brasileiros

As medidas restritivas de pessoas para conter a disseminação do coronavírus são apoiadas por três a cada quatro brasileiros. Os dados são de pesquisa feita pelo DataSenado, que avaliou a opinião das pessoas sobre as medidas impostas pelos estados e municípios.

A princípio, para 78% dos entrevistados, a restrição de circulação de pessoas em locais públicos deve ser imposta. Entre esses, 51% acham que a restrição deve ocorrer o dia todo, o chamado lockdown. Para outros 45%, a restrição deve ser menos rígida, durante apenas parte do dia.

Já quanto as limitações do comércio, 54% da população apoia. Nesse grupo, as opiniões também se dividem: 51% defendem o fechamento parcial, durante apenas algumas horas do dia, e 47% apoiam o fechamento total do comércio durante o dia todo.

Medidas restritivas esbarram no funcionamento de igrejas e escolas

Por outro lado, os brasileiros são a favor da restrição do funcionamento de escolas e igrejas. Isto é, 72% concordam com restrições nas instituições de ensino e 61% nos templos religiosos.

Ademais, em cada dez brasileiros, sete acham que este ano está pior do que 2020. Ou seja, a maioria acredita que tanto a crise econômica quanto a crise na saúde vão piorar nos próximos três meses. Também cresceu o percentual de brasileiros que afirmam que a pandemia afeta muito a própria vida.

Além disso, a população mostra-se favorável à campanhas educativas que propaguem informações de segurança contra a contaminação. Em relação às medidas de precaução adotadas pessoalmente com mais frequência, os brasileiros apontam lavar as mãos (93%), usar máscara (86%) e usar álcool em gel (77%). Além disso, 59% evitam ir a locais com muitas pessoas.

A saber, os pesquisadores entrevistaram mil pessoas nos dias 18 e 19 de março, de 16 anos ou mais, por telefones fixos e móveis, com alocação proporcional à população de cada estado.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”