Ônibus climatizados no RJ são prioridade da prefeitura em 2020

Os ônibus climatizados no RJ são prioridade na cidade. Assim sendo, a prefeitura do Rio de Janeiro determinou que até o dia 30 de setembro as empresas tenham toda a frota com ar-condicionado. Hoje, só 75% das frotas são climatizadas. A meta, faz parte do Planejamento Estratégico 2013/2016 do ex-prefeito Eduardo Paes.

A princípio, os ônibus climatizados no RJ deveriam ter começado a ser instaurados em 2012, quando a meta foi criada. Visto que, o prazo era até o dia 31 de dezembro de 2016. Bem como, no início de 2015, um reajuste adicional de R$ 0,20 chegou a ser acrescentado à passagem com esse objetivo.

Entretanto, o ex-prefeito Eduardo Paes deixou a prefeitura afirmando que havia conseguido climatizar 70% das viagens realizadas com bilhete único. Mas, o atual prefeito Marcelo Crivella questionou os dados na época, e disse que não haviam sido atingidos nem 50%.

Dessa forma, as empresas de ônibus da capital precisarão substituir cerca de um quarto de sua frota. A Secretaria Municipal de Transportes contabiliza que 75% dos ônibus da cidade estão climatizados, sendo 614 ônibus executivos (frescões) e 4.008 ônibus comuns com ar-condicionado.

Por outro lado, o Sindicato das Empresas de Ônibus do Rio de Janeiro afirma que já conta com 80% da frota climatizada. Mas, depende do reajuste de tarifas para financiar a troca dos ônibus remanescentes e a manutenção dos atuais ônibus da cidade.

Ademais, em 2018, um novo acordo assinado entre as empresas de ônibus e a prefeitura estabeleceu o atual prazo. Além da climatização, os ônibus terão sinal de wi-fi e entradas de USB em cada assento, para que os passageiros possam acessar a internet e carregar os telefones celulares durante as viagens. O sindicato de ônibus afirma, no entanto, que a obrigação prevista pelo acordo é referente apenas à climatização.

Deixe uma resposta