Cidadania

Pet terapia pode ser o tratamento para a solidão durante a pandemia

Suellen Christine Sales da Silva
Escrito por Suellen Christine Sales da Silva em 17 de maio de 2021
Pet terapia pode ser o tratamento para a solidão durante a pandemia

A pet terapia, também conhecida como Terapia Assistida por Animais (TAA), é um tratamento auxiliar para diversos tipos de doenças e comprovadamente desencadeadora de bem-estar, saúde emocional, física, social e cognitiva em pacientes psiquiátricos, hospitalizados e idosos moradores em instituições. Durante a pandemia, o tratamento tem sido essencial as pessoas.

Em meio à pandemia da covid-19, quando o distanciamento social é a principal arma para lutar contra o coronavírus, a busca pelo afeto se tornou fundamental. Dessa forma, a pet terapia auxilia tanto no tratamento do paciente quanto na questão da solidão. Nesse tratamento, o animal é “o principal agente da terapia, que funciona como ponte de ligação entre o tratamento e o paciente”, afirmam os autores de artigo publicado na Revista de Medicina.

A enfermeira Evelin Anunziatta disse que sentimentos de solidão e incapacidade são comuns e que o método tem sido uma importante ferramenta de apoio, principalmente, aos idosos. “Fisicamente, porque eles ajudam nossos idosos a fazerem caminhadas, exercícios. Mentalmente e também na parte do coração, sentimental. Porque eles dão amor e recebem esse amor de volta.

A pet terapia é indicada, sobretudo, como alternativa que dispensa medicamentos. Os animais, de acordo com o estudo, mostram-se verdadeiros antídotos contra o estresse e a ansiedade. O tratamento, entretanto, aposta no estímulo sensorial do tato para despertar a autoestima e a sensibilidade, na relação integradora das pessoas com os animais, seja falando com eles, seja tocando-os. Os cachorros e os cavalos são os campeões quando o assunto é terapia com bichos para beneficiar seres humanos, segundo os autores.

A saber, existem alguns critérios para que o animal se torne uma espécie de terapeuta. A princípio, o animal tem que ser dócil. Além disso, é necessário que o animal seja treinado por algum órgão especializado em terapia assistida com animais.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”