Portugal quer facilitar o pedido de visto para brasileiros

Em Portugal, na última quarta-feira (24), Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios Estrangeiros, disse que pretende facilitar o pedido de visto para brasileiros que pretendem ir para o país.

Mesmo com o Decreto Regulamentar nº9/2018 que possibilita realizar os processos burocráticos de forma on-line, algumas vezes até dispensando a entrevista pessoal, Santos Silva acredita que pode melhorar o processo de entrada de brasileiros no país.

Com uma burocracia mínima, estudantes brasileiros devem ter ainda mais facilidade para permanecerem em Portugal. De acordo com o ministro, os estudantes precisavam comprovar condições financeiras para que pudessem permanecer estudando, mas agora não será necessário.

Antigamente, os estudantes vinham para um instituto politécnico em uma cidade X e precisavam mostrar no consulado meios de subsistência, como um extrato bancário da família e etc. Nós consideramos que, se está inscrito em instituição superior, não precisamos pedir. É este o tipo de simplificação”, disse o ministro.

Portugal quer facilitar visto para imigrantes de forma segura

A quantidade de brasileiros registrados em Portugal só cresce. Em 2017 cerca de 85.426 brasileiros foram para Portugal, enquanto em 2018 esse número subiu para 105.403 pessoas. Desde 2012 essa é a maior quantidade de brasileiros legalizados no país.

Devido a isso Santos Silva diz que precisa estabelecer um padrão seguro sobre a entrada de imigrantes. “É simplificar a burocracia cuidando das fronteiras. Somos a favor da imigração segura, regular e ordenada. Com modalidades e dimensões que a economia e sociedade possam absorver”, explicou o ministro.

Em reunião, Augusto Santos Silva e o Ministro da Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, foi confirmada a ida do Presidente Jair Bolsonaro a Portugal em 2020. Santos Silva deixou claro que pretende aumentar relações com a América Latina e Mercosul.

Em sua declaração também disse que “confia que o Brasil vai cumprir com a cláusula de proteção ambiental do acordo comercial entre Mercosul e União Europeia”.

O acordo é claro na questão da proteção ambiental. A regra número 1 de um acordo é que as partes o respeitem. No acordo com o Mercosul, está bem estabelecida a cláusula ambiental. Os europeus não importam produtos que sejam obtidos em condições que signifiquem devastação ambiental“, disse ele.

Deixe uma resposta