Cidadania

Privatização dos Correios é alvo de grandes empresas

Suellen Christine Sales da Silva
Escrito por Suellen Christine Sales da Silva em 22 de setembro de 2020
Privatização dos Correios é alvo de grandes empresas

A privatização dos Correios desperta o interesse de empresas como Magazine Luiza e Amazon. Além disso, empresas especializadas em logística, como a DHL e a FedEx, também são candidatas a comprar a estatal. Enquanto isso, os Correios, aguardam decisão judicial para normalizar as atividades operacionais. As informações foram fornecidas pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria.

Atualmente, os Correios enfrentam uma paralisação do contingente funcional. Segundo nota divulgada pela empresa, alguns cortes foram feitos com o objetivo de manter a saúde financeira da estatal.

Ainda sobre a nota divulgada, os Correios afirmam que os termos exigidos pelos funcionários para a retomada regular das atividades, põe em risco a economia que é aplicada.

Como consequência, nas próximas semanas, o governo federal pode enviar ao Congresso Nacional um projeto de emenda constitucional (PEC) que encerra o monopólio dos Correios nos serviços postais. Este, previsto na Constituição do país.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, afirmou que os parâmetros da privatização serão discutidos pelos deputados e isso incluirá tópicos como composição acionária da empresa e as obrigações na oferta dos serviços postais.

Entretanto, a privatização dos Correios é complexa. A estatal tem um rombo de R$ 11 bilhões. Além disso, a privatização envolverá demissão em massa, de maneira que as empresas interessadas na compra se sintam atraídas.

As empresas interessadas em ocupar esse espaço [os Correios] sabem que têm o bônus e o ônus“, explica o ministro. As empresas interessadas na compra terão que apontar estratégias para a privatização dos Correios além de modificar a Constituição.

Ademais, a venda dos Correios ainda deve enfrentar séria resistência nas casas legislativas. Para aprovar a PEC que encerra o monopólio dos Correios nos serviços postais, o que abriria caminho para a privatização, será necessário o apoio de três quintos dos parlamentares na Câmara e Senado, em uma votação de dois turnos.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”