Cidadania

Retorno das aulas presenciais em escolas particulares é autorizado no RJ

Nariene da Silva Xavier
Escrito por Nariene da Silva Xavier em 2 de outubro de 2020
Retorno das aulas presenciais em escolas particulares é autorizado no RJ

O retorno das aulas presenciais em escolas particulares no Estado do Rio de Janeiro, foi autorizado pela justiça. As aulas presenciais das escolas particulares estão liberadas desde o último dia 01. E, por outro lado, ainda não há data para o retorno dos colégios públicos.

Em nota após a decisão, a Prefeitura disse que, de acordo com a Subsecretaria de Vigilância Sanitária e o Comitê Científico, “as escolas privadas têm condições sanitárias de voltar às aulas, se assim quiserem“.

Cabe deixar claro, porém, que são os estabelecimentos privados que decidem se voltam às atividades. A Prefeitura somente autoriza o retorno aos locais do ensino privado, desde que cumprindo as rígidas regras sanitárias”, acrescentou a administração municipal.

De acordo com a decisão, caberá ao município “administrar e fiscalizar a implementação dos protocolos sanitários de saúde elaborados pelas instituições públicas”.

A Prefeitura também deve “garantir aos alunos, a critério de seus responsáveis, a opção pela continuidade do ensino remoto”.

Para Elizangela Costa, mãe de um aluno da rede pública de ensino, “deveriam definir uma data para retorno das aulas da rede pública pelo menos para o ensino médio, que será o mais prejudicado”.

Em nota, a Prefeitura do Rio disse que, ainda não há uma data certa para o retorno das aulas.

Retorno das aulas presenciais e sindicato

Em nota, o Sindicato dos Professores do Município do Rio e Regiões (SinproRio) lamentou a decisão da Justiça sobre a volta das aulas no município.

Mais uma vez, de forma surpreendente e sem levar em consideração todas as pesquisas científicas e orientações dos institutos científicos, como a Fiocruz e a UFRJ, a terceira turma do TJ-RJ decidiu pela abertura das escolas no Município do Rio de Janeiro, a partir de 01 de outubro. Os advogados do SINPRO-RIO estiveram na audiência e, junto com o Ministério Público e a Defensoria Pública, fizeram a defesa da vida pelo não retorno das atividades presenciais agora, nas escolas e universidades privadas.”

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”