Réveillon do RJ tem expectativa de público recorde com 12 palcos pela cidade

Este ano, o Réveillon do RJ pretende receber 3 milhões de pessoas, segundo a Riotur. Em 2018, a festa contou com 2,8 milhões. Assim sendo, o RJ contará com 12 palcos da Zona Oeste à Zona Sul, com diversos artistas fazendo o espetáculo.

Os shows do Réveillon do RJ serão realizados das 20h às 3h na Ilha do Governador (DJ, Banda Charles Bronson, Michael Sullivan e Pique Novo), no Parque Madureira (DJ, Galocantô e Clareou), na Ilha de Paquetá (DJ, Samba Bom e Bocaloka), em Guaratiba (Thiago Soares, Bem Mais e Mister Dan), em Sepetiba (DJ, Matheuzinho e Gustavo Lins), em Ramos (DJ, Banda Black White, Balacobaco e Suel), na Penha (DJ, Marco Vivan, Rosil e Swing Simpatia), no Flamengo (DJ, Banda JR, Dani, Primeiro Amor, Revelação e Naldo Benny) e na Barra da Tijuca, esses dois últimos também terão queima de fogos.

Em Niterói haverá shows nas praias de Icaraí (Gilberto Gil, Monobloco, Faixa Etária e Bicho Solto) e em Itaipu (João Gabriel, Grupo DKV e Vou Zuar). A queima de fogos durará 15 minutos e são esperadas 500 mil pessoas para a festa.

Já em Copacabana, terá seis apresentações além da queima de fogos que durará 14 minutos. A Riotur informou que serão 16,9 toneladas de fogos e 10 balsas oceânicas sincronizadas com uma trilha sonora desenvolvida para o espetáculo. Os shows serão realizados das 19h às 3h e as apresentações que passarão por Copacabana são Anayle Sullivan, Allyrio Mello, Diogo Nogueira, Ferrugem, DJ Marlboro e Escola de Samba da Mangueira, no Palco Principal; DJ Dodô, no Palco Verão TIM Rock, Posto 3; DJ Giordanna Forte, no Palco Verão TIM Pop, Leme e DJ MAM, no Palco Verão TIM Samba, Posto 5.

Réveillon do RJ conta com recomendações e hotéis lotados

A princípio, as recomendações para curtir a virada do ano são: deixar o carro em casa e usar transporte público regulamentado. Para quem vai a Copacabana, o pedido é que haja respeito aos locais onde é proibido estacionar. Assim, os motoristas devem, sempre que possível, evitar circular pelos bairros e vias onde ocorrerão os bloqueios dos acessos a Copacabana: Ipanema (principalmente Rua Bulhões de Carvalho), Lagoa (altura do Corte do Cantagalo) e Botafogo (região das ruas Real Grandeza, Rua da Passagem, Lauro Muller e Túnel do Pasmado), procurando rotas alternativas para seus trajetos.

Ademais, é muito importante que sejam respeitadas as orientações dos Agentes de trânsito e também de toda sinalização implantada na área. Bem como, chegar com antecedência, já que após 22h os acessos à Copacabana estarão bloqueados para todos os veículos, inclusive ônibus e táxis.

Quanto aos hotéis, a taxa de ocupação para o Réveillon do RJ, no período de 28 de dezembro a 1º de janeiro, já atinge 87%. Os dados são do Hotéis Rio, representante do setor no RJ. De acordo com o levantamento, a maior parte dos turistas nacionais são de São Paulo e Minas Gerais. Já os turistas internacionais são argentinos, chilenos, norte-americanos e portugueses.

A saber, as regiões de Ipanema/Leblon e Copacabana/Leme são as mais procuradas, com 89% e 87% dos quartos ocupados, respectivamente. Em seguida vem Barra da Tijuca/São Conrado e Flamengo/Botafogo com 85% cada e Centro com 83% da ocupação.

Deixe uma resposta