Cidadania

Réveillon no RJ: Prefeitura impõe medidas restritivas na cidade

Suellen Christine Sales da Silva
Escrito por Suellen Christine Sales da Silva em 28 de dezembro de 2020
Réveillon no RJ: Prefeitura impõe medidas restritivas na cidade

O réveillon no RJ vai ser diferente. O prefeito em exercício, Jorge Felippe, aumentou as regras de circulação em um dos maiores pontos turísticos da cidade, Copacabana. Isto, para conter aglomerações na virada do ano em meio a pandemia da covid-19.

A princípio, as regras ainda não foram publicadas no Diário Oficial. Entretanto, a Prefeitura divulgou uma lista de regras. Estas, precisam estar em cumprimento no réveillon no RJ, principalmente em Copacabana. Sendo elas:

  • Bloqueio de estacionamento na orla e ruas no entorno a partir do dia 31/12;
  • Bloqueio da circulação de transporte público para acesso a Copacabana e Barra da Tijuca a partir das 20 horas do dia 31/12;
  • Barreira de fiscalização nos limites do município para não permitir acesso de ônibus, micro-ônibus e vans de fretamento à cidade do Rio de Janeiro a partir do primeiro minuto do dia 31/12 até às 6h do dia 1/01.
  • Quiosques poderão funcionar desde que sem venda de ingressos, shows, instrumentos sonoros e sem cercados.
  • O uso de equipamentos de som será proibido em toda a extensão da orla a partir da 0h do dia 31/12 até às 6h do dia 1/01.
  • A permanência de barraqueiro em ponto fixo, tanto na areia da praia quanto no calçadão, ficará proibida das 0h do dia 31/12 às 6h do dia 1/01.
  • Proibida queima de fogos em toda a orla da cidade, incluindo rede hoteleira, desde às 0h do dia 31/12 até às 7h do dia 1/01.

A saber, o governo municipal ainda apresentará as medidas que envolvem o plano operacional. E, moradores, hóspedes e funcionários de hotéis poderão acessar a área restrita, mas precisarão apresentar documentos nos pontos de bloqueio.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”