Unicarioca se pronuncia contra denúncia social e racial

A Unicarioca (Centro Universitário Carioca) emitiu uma nota em que repudia a postagem racista e preconceituosa feita pelo site Rio de Nojeira

“A UniCarioca lamenta profundamente o ato de racismo e repudia qualquer ação discriminatória contra a Instituição, seus alunos, professores e colaboradores. Informa ainda que já está tomando todas as medidas legais cabíveis para impedir que atos como esse se repitam. Antes de tudo, valorizamos a tolerância e o respeito às diferenças, declarou a instituição. Leia abaixo o começo dessa história.

Unicarioca é acusada de “deixar de pertencer à elite branca” e de se tornar “boca de fumo”

No último sábado (6) uma publicação feita por usuário que se identifica como ricwagner1 causou revolta. “Quando foi que a Unicarioca deixou de pertencer à elite branca e passou a ser infestada de favelados, mulatos, negros cotistas, PROUNI e FIES?“. Em outros textos, o site ainda faz acusações a promiscuidade contra algumas alunas da universidade.

Um trecho da publicação feita por ricwagner1 fala do comportamento de alunos e professores.

“Não conseguem viver sem se portar como seus ancestrais macacos; ficam tirando selfies, interrompendo a aula, formando grupos para gazetar aulas e deixar os professores a sós na sala, forçam saída mais cedo, usam a UNICARIOCA como point para dar “rolézinhos” e fumar maconha, que, por sinal, é descaradamente vendida por lá. A Unicarioca de hoje se tornou uma boca de fumo e senzala gigantesca para abrigar toda pária social“.

As vítimas da publicação racista foram até a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) nesta segunda (8) registrar a ocorrência. No entanto, a chance de ser algum aluno da instituição o autor dessas acusações foi descartada pelos agentes. Isso porque durante o depoimento de um estudante suspeito, uma publicação foi feita.

A Unicarioca vai abrir um inquérito interno para descobrir quem se responsabiliza pelo blog“Esta é uma situação que não pode ser tolerada. Somos uma instituição inclusiva. Não aceitamos qualquer tipo de racismo ou discriminação. Queremos saber quem fez isso”, disse o diretor acadêmico da instituição, Maximiliano Damas, em entrevista ao G1. Segundo Damas, foi disponibilizado auxílio jurídico para todos os alunos ofendidos.

 

 

 

2 comentários em “Unicarioca se pronuncia contra denúncia social e racial”

  1. Parece que somos idiotas. Um aluno deixa de ser suspeito só pelo fato de estar prestando depoimento e outra coisa ter sido postada. Como se não soubéssemos que tem como agendar as matérias/textos, como se outra pessoa não pudesse fazer por ele.
    Não é a primeira vez que algo acontece, mas desta vez só ganhou repercussão por ter fotos e um professor envolvido. Há seis meses outro texto racista foi postado em um grupo da Unicarioca e até hoje não temos notícias do que foi feito, e o agressor ficou impune. Sempre existes discussões sobre racismo neste mesmo grupo e nada é feito.
    Nós alunos não vamos deixar o assunto desaparecer, vamos sim dar voz a nossa indignação.

    1. Esse critério de exclusão do acusado somente pelo fato de uma matéria ter sido postada no momento do depoimento deve ser revisto, como foi dito, as matérias podem ser agendadas. O racismo é algo que jamais pode ficar impune e todos os casos devem ser denunciados, independente da repercussão. Os alunos devem se mobilizar cada vez mais e a faculdade os apoiar, porque fatos como esse não são normais.

      Nós do Dialogado agradecemos o contato e acompanhe conosco o desdobramento desse caso!

Deixe uma resposta