Cidadania

Unicef cria podcast para ensinar cultura afro-brasileira

Karen de Souza Venancio
Escrito por Karen de Souza Venancio em 25 de novembro de 2020
Unicef cria podcast para ensinar cultura afro-brasileira

Com as escolas fechadas e ensino remoto devido a pandemia por Covid-19, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) criou um podcast com conteúdos didáticos sobre a história e cultura afro-brasileira. Essa ferramenta é destinada aos alunos do ensino infantil e do ensino fundamental (3 a 8 anos), professores e até mesmo familiares. 

O projeto de nome “Deixa que eu conto”, está disponível para todo o país e também pode ser veiculado livremente por emissoras de rádio. Sejam elas públicas, comerciais ou comunitárias. O material também está disponível no Youtube, no Spotify e no próprio site da agência da ONU.  A previsão é de que até o final do ano, 50 episódios contarão histórias, tocarão músicas e farão muitas brincadeiras para que as crianças conheçam e possam expandir seus repertórios sobre cultura afro-brasileira e cultura africana.

Os conteúdos do podcast estão previstos nas Diretrizes Nacionais da Educação Infantil e na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) da Educação Infantil. A educadora Mafuane Oliveira, uma das cinco roteiristas responsáveis pelo programa, defende que todo o material “oportuniza o contato com outras narrativas não euro-centradas”.

Educação contra o racismo

Segundo Mafuane, a Agência Brasil, o programa leva as crianças a aprenderem ludicamente a história e a cultura do Brasil no momento que iniciam a formação escolar e têm as primeiras vivências sociais fora dos grupos primários de referência, como a família. A educadora explica que nessa fase, “as crianças são como esponjas”, observam desigualdade racial no próprio contexto e percebem a associação de papéis sociais e fenótipos.

Nesse sentido, para a oficial de educação do Unicef, Julia Ribeiro, a educação pode contribuir para diminuir o racismo e fortalecer identidades. Ela também assinala a importância do rádio no Brasil. Para Ribeiro, ele é o meio de comunicação mais acessível à população e de fácil disseminação de informações educativas. “O rádio é efetivamente o meio que vai chegar a todos, inclusive às crianças que estão mais distantes.”

Além dos episódios sobre a cultura afro-brasileira, o Unicef produziu 96 programas voltados à alfabetização nos anos iniciais do ensino fundamental e deverá finalizar ainda este ano 48 episódios sobre a cultura amazônica e os saberes da região, com histórias de indígenas, ribeirinhas e quilombolas.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem Somos

“Nosso foco é informar com senso crítico tudo o que existe de mais importante na área da segurança, saúde, emprego e do ir e vir do cidadão brasileiro.”