Verão no RJ promete clima chuvoso e mais fresco

O verão no RJ, do início de 2019, chegou a marcar 41°C de máxima. O calor na cidade se manteve durante toda a estação. Já o verão que começou há pouco, neste final de ano, chegou com pancadas de chuva de moderadas a forte e deve ser o clima da estação em 2020.

Em 2020, o que deve influenciar no tempo é o Oceano Atlântico. De acordo com o Climatempo, haverá grande resfriamento na maior parte do Atlântico Sul entre a costa de Santa Catarina e do Rio de Janeiro.

Parte da explicação para este quadro está na ausência de dois fenômenos: o El Niño e a La Niña. No verão de 2020, não há sinais de alterações na temperatura das águas do Oceano Pacífico, o que mexe com o clima de diferentes regiões do Brasil. Mas, em 2019, teve El Niño o que explica as altas temperaturas de janeiro. Sem o fenômeno, as frentes frias se tornam mais lentas e com maior potencial de chuva no continente.

A passagem de frentes frias mais frequente para este verão deve aumentar a quantidade de chuvas, mas não baixa demais os valores de temperatura. Ou seja, deve-se esperar chuva, mas não frio. Além disso, o verão é caracterizado por rápido aumento de temperatura ao longo do dia, aumento da nebulosidade e chuvas localizadas, que podem ser intensas, no período da tarde. Ou seja, os temporais podem ocorrer“, explica a climatologista Marilia Shimizu, do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Sem o El Niño, há uma situação bastante favorável para a formação de zonas de convergência. Na do Atlântico Sul (Zcas), uma extensa faixa de nuvens carregadas persiste sobre o Brasil por vários dias consecutivos, cruzando o país do Amazonas ao Rio de Janeiro.

Verão no RJ será de chuva intensa nos primeiros meses

A princípio, o Climatempo prevê que calor igual do verão de 2019 só deve aparecer em março, no fim da estação. Janeiro e fevereiro serão mais amenos, para os padrões do verão carioca, e mais chuvosos.

Janeiro indica que vai chover acima da climatologia no litoral Sudeste do estado. Contudo, os temporais podem ocorrer principalmente com as aproximações das frentes frias, com o forte contraste de temperaturas com dias quentes. É indicado, também, que as condições de temperaturas serão acima da climatologia para os meses de janeiro e fevereiro“, disse Francisco de Assis Diniz, chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo (CAPRE) do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).

Ademais, estimula-se que a estação será assim:

  • Em Janeiro: muita chuva e temperatura abaixo do normal. Não faz frio, mas também não há previsão de muito calor.
  • Em Fevereiro: acumulado de chuva muito acima da média. A temperatura fica amena em grande parte do Sudeste.
  • Em Março: o sol predomina e faz calor. É provável que os recordes de calor do verão sejam registrados nesse mês. As chuvas serão irregulares e abaixo da média.

Deixe uma resposta