Novo discurso de Lula

Em ritmo de preparação para a campanha presidencial do ano que vem, o ex-presidente Lula tem se reunido com economistas e políticos para construir o  discurso que vai adotar em suas viagens pelo país, que devem começar breve, muito em breve. Ele tem dito que é preciso um novo discurso, que ele tem chamado de “uma nova plataformapara o país voltar a crescer e reduzir as desigualdades. Para ele, o discurso do “golpe” já chegou ao fim.

Nas reuniões internas, que agora são cada vez mais frequentes, Lula tem dito que é preciso defender “o legado do PT” e, segundo ele, esse discurso tem aderência porque  é visível que “muito deste legado está se desfazendo“; é preciso também estabelecer a comparação dos governos petistas com o governo atual, sobretudo em geração de emprego, mas é preciso mais. E esse será o tema de discussão que ele pretende ter com economistas simpatizantes ou filiados ao partido.

Enquanto prepara o discurso para as ruas, Lula vai também construindo o discurso interno para o Congresso Nacional do PT, que será realizado em junho. Ele tem sido apontado como nome ideal para dirigir o partido e assim o PT retomar o espaço que já ocupou, mas tem resistido.

A solução seria a de construir uma direção com vice-presidentes que cuidariam de cada tema importante para o partido, como a construção de candidaturas e alianças, ações que são consideradas demoradas, e demandam muito tempo e que Lula transferiria para outro dirigente.

Além da candidatura à presidência, o PT quer preparar uma forte chapa de candidatos a deputado federal. Porque, o tamanho da bancada federal que determina o tempo de televisão de cada partido e a divisão dos recursos do fundo partidário.

Fonte: G1

Deixe uma resposta